domingo, 22 de março de 2015

Judy, "A Star is born" and the (lost) Oscar: a qualidade de rir de si...


Ninguém sabia rir de si mesma como Judy quando decidia contar algum fato "biográfico".

Humor natural, espontaneo no "auge" de sofisticação...



Adoro quem sabe rir de si mesmo...
Qualidade esta que torna-se a cada dia mais rara:
as pessoas levam-se tão à sério... pois é...
coitadas... se soubessem como tudo é tão efemero...

Isso me faz lembrar palavras muito sábias um dia exclamadas por Margot Fonteyn:

"Take your work seriously but never yourself"






Agradecimento à querida amiga Carla Marinho que, ao postar estas fotos no Facebook, lembrou-me do fato "rir de si mesmo" e inspirou-me a escrever estas linhas sobre Judy!

13 comentários:

Cinema Classico disse...

Judy era uma inspiração para todos nós. <3
Carla Marinho

Iris Braga disse...

Eu faço cada dia mais isso.
Levar a sério o que eu puder rir de mim.
Obrigada pelos vídeos e fotos maravilhosos. Bj
Shonen Sontag!

Claudia Toller disse...

Muito bom conselho……

Bom dia e feliz semana…..

bjs

Cristina Martinelli disse...

Adorei os videos e claro,Judy.
Tambem estou seguindo esta regra..nem se levar muito a sério nem levar os outros tão a sério.
Ser mais leve é essencial.
Beijos querido

cecilia disse...

Eleganterrima! O humor é das melhores formas de inteligência. Adorei. Obrigada.

rogerio cesar de sa bittencourt disse...




Ricardo
Meu domingo comecou de uma forma bastante divertida com Judy.
Bom dia
R'G

Cecilia Badasi disse...



Querido,
outro dia vc pediu q clicasse os em algum lugar nas tertulhas.blogspot.co.at q vc acumularia pontos, foi isso? Não entendi direito como fazer.
ótima semana para vc tb.
​Bjs,
cecilia

As Tertulías disse...

Oi querida, eu desfiz o negócio dos anuncios para clicar... as Tertúlias ficariam muio feias, baratas...

Mike disse...

charm,that's it.
Mike

Anônimo disse...

kkkkkkk!!!Eu é que estou rindo de vc, agora!Imagina Ricardo...pela qualidade do seus textos e fotos, jamais que esses pop up irão deixar feias ou pobre as maravilhosas Tertúlias que costura de maneira tão nobre nesse salão(blog)!!!

Gosto muito de rir de mim, e é muito divertido também quando a tragédia ou o drama, se transforma em comédia...E "Judy"tem dom p/ isso!Arrasa!

Uma semana bem divertida p/ todos!!!

Bjssssss....Talita

Mary Castro disse...

Eis uma verdade. Verdade importante. Rir-se de si mesmo é o bacana da coisa. É como se estivéssemos rindo com todos os outros que riem de nós. Por que todos os outros, sem se dar conta, vivem, também, um pouco dentro de nós.

As Tertulías disse...

Eu penso, queridos, que esta "especialidade" (rir de si mesmo) nos toca profundamente... estou gostando dos comentários - querendo ou nao os bem-humorados se identificam muito com esta experiencia... e que bom te-los como leitores das Tertúlias! Viva!!!!! Gosto de gente inteligente e bem-humorada! Limndo comceo de semana!!!!

João Roque disse...

Judy, what a star!!!